Flan de banana prata com chutney frio de tomarilho


Para amanhã, desejo um lindo dia dos pais a todos os pais desse país!


Para fechar com chave de ouro essa minha “série” fiz uma sobremesa, que em minha opinião é super inusitada. Compreenderia se alguém comentasse que ao ler o título do post, achou que tudo parecia uma miscelânea sem nexo.  

A banana segui a mesma linha da abóbora cabotiá. É banana prata e dá em todo lugar. Tenho que mesmo assim dizer que essa tinha um sabor nada ácido e especial, pois tanto ela quanto todos os alimentos da cesta que recebi, eram ecologicamente corretos (sem agrotóxicos). Outra diferença que notei, é que essa banana prata é bem menor que a que eu costumo comprar aqui na capital.


O “algo a mais” da sobremesa de hoje é o tomarilho. Tomarilho (segundo a definição que consta no livro ingredientes) é uma fruta. Também é conhecida como tomate da fazenda, inglês, japonês, francês e brasileiro.


É um fruto nativo dos Andes, América do sul. Cultivado e comercializado na Nova Zelândia, Califórnia e Portugal. Aí vocês se perguntam: como esse danadinho foi parar lá em Rio de contas? No texto que escolhi como fonte de informação (busquei no Google web), diz que no Brasil a fruta é cultivada em quintais, principalmente nos estados da Bahia :), Minas Gerais e São Paulo.


O tomarillo, tomarilho ou aqui conhecido como tomatão, em geral, tem sabor agredoce. Das poucas vezes que trabalhei com ele, estava azedinho. O da cesta estava bem lá no fundo, um pouco amargo. Provavelmente não foi colhido, caiu do pé.

Para preservar o frescor do fruto decidi usá-lo em um molhinho que nomeei de chutney frio. Juntei a manga (essa foi de casa, a da cesta, comemos uma parte e a outra, decorei o creme de maracujá do mato) por intuição cozinheirina e para quebrar aquele pouco de sabor amargo usei limão. Deu tudo certo. Tudo ficou harmônico, ninguém se meteu na vida de ninguém e os sabores só pairavam em minhas idéias gastronômicas...

Minhas flores secas ainda continuam lindas!

Flan de banana prata com chutney frio de tomarilo com manga
Rende 8 porções

Massa para o flan

150g de açúcar cristal
75ml de água + 75ml de água
, não é erro não!
500ml de leite integral
3 ovos
4 gemas
90g açúcar demerara
20 gotas de essência de baunilha
150g de banana prata
bem amassadinhas

Faça um caramelo com o açúcar cristal e 75ml de água. Quando o caramelo estiver pronto, jogue os outros 75ml de água e deixe fervendo até reconcentrar o caramelo. Espalhe um pouco de caramelo no fundo de 8 ramequins. Gire os ramequins com cuidado para que o caramelo se distribua uniformemente. Eu fiz uma camada de caramelo que cobria o fundo mais 1 cm de altura do ramequim.

Se sobrar caramelo, jogue mais um pouco de água e dissolva-lo novamente. Desta vez não precisa deixar muito condensado. Rende aprox. 3 col. sopa. Reserve para usar no chutney frio!

Prepare uma assadeira com um pedaço de jornal ou papel manteiga no fundo e distribua os ramequins caramelados em cima. Ferva 1 litro de água da torneira. Reserve.

Esquente o leite. Coloque os ovos, as gemas, o açúcar demerara e a essência de baunilha em um bowl e misture (não é para bater) para que o açúcar se dissolva um pouco. Quando o leite estiver quente, junte-o aos poucos (três lotes) na mistura de ovos e mexa (não é para bater) sem parar. Coe essa mistura em um copo medidor de no mínimo 1L. 

Acrescente agora a banana amassadinha. Misture até que toda a banana se espalhe. Se mesmo assim estiver formado uma espuminha na superfície da preparação, retire-a cuidadosamente com uma colher antes de porcionar a massa nos ramequins caramelados. 

Distribua a massa do flan nos ramequins. Coloque a assadeira com os ramequins no forno e jogue a água quente com cuidado, fazendo assim um banho maria.

Deixe cozinhar por 78 minutos em forno pré aquecido a 200°C. Assim que os flans estiverem cozidos, retire a assadeira do forno e disponha os ramequins em cima de uma grade. Deixe que esfriem totalmente. Quando estiverem frios, coloque para gelar por no mínimo oito horas.

Para servir basta passar (eventualmente) uma faquinha nas beiradas para desgrudar o flan do ramequim e virar como um pudim em cima de um prato. Agregue o chutney frio da maneira que preferir.

 
Chutney frio de tomarilho e manga

3 col. sopa de caramelo, mel karo ou mel
1 tomarilho descascado e bem cortadinho + 1 tomarilho cortado em oito bandas para decorar
100g de cubinhos de manga
Sumo de uma limão à gosto
, eu sei 2 col. sopa

Misture todos os ingredientes em um bowl e use para servir junto com o flan de banana. Use o tomarlho cortado em oito bandas para decorar a sobremesa e dar a oportunidade das pessoas terem um pedaço do fruto para desgustar individualmente.

Agora é só servir! E como tem no site da Maria Brigadeiro, a vida é curta, comece pela sobremesa :)

Um abração e obrigada por acompanhar a série!

Esse carrinho meu filho gritou para que saísse na foto :) Agora ele pode ver que saiu até no blog :)