Carpaccio de conserva agredoce de chuchu, com salada e tilápia


Nossa que esse título tá parecendo nome de gente importante... longo que só ele :)

É com muito prazer que digo, que a conserva agredoce de chuchu, na versão em bandas, deu certo. Super certo, uuuhhhuuuu!


Nem preciso dizer que fiquei muito contente com isso, pois para min, além de ter "talvez" criado algo novo, existe agora uma nova possibilidade para o chuchu.

O sabor de vinagre, açúcar e Curry é bastante intenso e o ponto de cozimento está perfeito. A textura é bem crocante, mas não crua. É aquilo que os italianos chamam de Al dente ;)

Essa versão da conserva fiz juntamente pensando em um carpaccio combinado com alguma coisa gostosa, mas simples, pois sabia que o sabor final da conserva provavelmente séria intenso.

Não aconselho comer assim puro, pelo menos nessa versão não! Irei colocar minha cabecinha para funcionar e talvez criar mais uma versão de carpaccio para o uso dessa versão da conserva.

Por enquanto, lhes ofereço essas duas humildes possibilidades.

 

Carpaccio de conserva agredoce de chuchcu, com salada e tilápia
Uma banda de chuchu rende 4 porções de carpaccio para uma entradinha

1 banda de chuchu em conserva
4 tomates cereja, cortados em seis cada
16 folhinhas de salsa
Mix de folhas de salada

4 filés de tilápia com pele
1 col. sopa de manteiga,
eu usei sem sal
3 col. sopa de azeite de oliva
Sal, pimenta do reino moida na hora e sumo de limão para temperar o peixe


Com calma, corte a banda do chuchu em fatias bem fininhas (use uma faca comprida e afiada). Transponha sobre um prato plano arrumando com jeitinho para que não fique muito espaço entre uma fatia e outra. Você poderá fazer isso, cobrir com flime de PVC e conservar na geladeira até antes de servir! Retire com antecedência para não ficar muito gelado ;)


Tempere os filés de tilápia com sal e pimenta e friti-os em uma frigideira com a manteiga e o azeite até ficarem levemente dourados. Comece pelo lado da pele. Quando estiver esbranquiçado nas bordas, vire o peixe e deixe somente mais uns minutinhos. Coisa de dois minutos. Use sempre fogo médio.

Retire o peixe da frigideira, coloque em cima de um prato e deixe amornar antes de usar. Tempere com o sumo do limão. Enquanto isso faça o molho para a salada.

Preparei um molhinho para a salada com: pimenta do reino moída na hora, sal, vinagre, azeite de oliva extra virgem, molho shoyu, sumo de limão, salsinha bem picadinha e mostarda com grãos. Como medi tudo no olho, não deu para passar as quantidades :s Não tem segredo, é só fazer uma emulsão com a pimenta, o sal, o vinagre e o azeite. Quando estiver consistente, é só acrescentar o restante dos ingredientes e misturar.


Agora arrume a salada sobre o carpaccio. Faça com jeitinho para ficar bem bonitinho e também não cobrir totalmente o carpaccio. Distribua o tomate cereja, os raminhos de salsa entre a salada e por fim, espalhe o molho sobre a mesma. Se quiser, pode temperar a salada separadamente em um bowl e depois colocar em cima do carpaccio. Arrume o filé de tilápia em cima, no centro, da salada e sirva.

Ficou muito bom o sabor de todo o conjunto. Se você não gosta de algo doce dentro da "comida", então não irá apreciar esse prato. Como havia dito no começo, o sabor do açúcar é de se notar! Mas como o carpaccio é bem fininho, o sabor adocicado aparece meio que temperando e interagindo com os outros componentes do prato.

Essa é a segunda versão para o uso da conserva. Finger Food! Fiz três versões em ordens diferentes. Isso ficou muito bom! Sem falsa modestia, ficou bom mesmo. De uma vez só, vem todos os sabores na língua =)

O Carpaccio está arrodeando a salada, ficou um pouco escondido, mas tá aí. Eu juro!

Espero que tenham gostado. Em breve trarei a outra versão, em tirinhas, da conserva agradoce de chuchu combinado com algo gostoso :)

Um abraço gente e bom final de semana :)