quarta-feira, 27 de abril de 2011

Logo estarei de volta!

Olá a todos, por alguns motivos de trabalho e enfermidade estou sem escrever no blog, mas não me esqueci de vocês não. Tô também com saudades : (

Logo estarei de volta tá : )

Uma flór para vocês :)
Abraços

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Bolo com ameixa, manga e maçã


Os fiapinhos na foto são da manga :)

Um bolo pouco doce e que pode ser chamado de Cake também (por causa do formato).

Não sei se, mas acho que já deixei claro, sobremesas ou bolos não precisam ser sempre muito doce! Parece que os doces aqui em minha amada terra fazem sempre um Ode ao açúcar.

O sabor e a doçura que a ameixa e a manga imprestam para esse bolo, humm! Aí vem a maçã com o seu azedinho (que eu gostaria que tivesse sido mais!) e completa tudo.

Durante o assamento tive um susto. Meu querido marido estava fazendo café e quando ficou pronto ele desligou o fogo eee ooo GGÁÁZZ!!!

O pior é que eu fiquei sem saber direito quando isso aconteceu. Abri o forno espetei o bendito do bolo e vi que foi por um tris e tudo tinha ido por água na ladeira!

Deixei o bolinho mais 20 minutos no forno e deu tudo certo! Ufa!

Aí, para me certificar que tudo estava bem, partir o bolo ainda quentinho. Tirei minhas fotinhas. Peguei um copo de leite bem gelado e comi uma fatia da delícia, morninho ainda. Tenho que confessar que foi uma tarefa bem difícil :)

Bolo com ameixa, manga e maçã
Rende um bolo com 38cm de comprimento e + ou - 7cm de altura

A ameixa e a manga desceram e a maçã ficou meio que flutuando por cima

200g de manteiga sem sal
200g de açúcar cristal
4 ovos
2 pitadas de sal
1 col. de café de essência de baunilha
280g de farinha de trigo sem fermento
2 col. chá de fermento para bolo
1 col. chá de bicarbonato de sódio
200g de creme de leite uht da caixinha
40 ml de sumo de limão
50 ml de leite de vaca
110g de ameixa seca sem caroço cortada em pedaçinhos irregulares
110g de maçã (vermelha ou verde) em cubos de 1 cm
aprox. 175g de manga fervida

Para a manga fervida (rende aprox. 175g): 150g de açúcar cristal, 100 ml de água, ferver até o ponto de fio (103° à 105°). Adicionar 200g de manga (durinha e azedinha) em cubos de 1 cm, deixar ferver mais um minuto e desligar o fogo. Retirar a manga com uma escumadeira e deixar esfriar totalmente antes de usar. É importante tirar todo excesso de líquido da manga!

Derreta a manteiga junto ou separado do açúcar. Não precisa ficar quente demais. Só precisa deixar a manteiga bem molenga, sabe? Eu coloco os dois no microondas durante 20 seg. potência máxima e fica no jeito. Bata até virar um creme amarelo clarinho.

Adicione ovo por ovo e bata somente até agregar à massa. Junte o sal e a essência de baunilha e bata mais um pouco ou até tirar o cheiro de ovo.

Penere a farinha junto com o fermento e o bicarbonato. Adicione à massa de ovos em três lotes (ou 3 vezes) alternando com Sour Cream em dois lotes. Não mexa muito depois de adicionar a farinha.

Sour Cream: 200g de creme de leite uht da caixinha misturado com 40 ml de sumo de limão e descansado por 10 minutos. Aprendi com a Cinara e a Sam do blog Fofurices!
 
Agora junte o leite de vaca. Misture. Agrege a ameixa, a manga fervida (e fria) e a maçã.

Despeje a massa em sua forma para bolo preferida :), coberta com papel manteiga ou untada e enfarinhada e leve para assar em forno pré aquecido a 180°c. Deixe assar por 55 minutinhos. Antes de retirar faça o velho e bom amigo teste do palito.

Uma vez assisti um programa de culinária alemão e o cozinheiro explicou (meio por alto!) o porque que devemos esperar o bolo ou pão esfriar antes de comer. É o seguinte. Tanto o fermento para bolo quanto para pão tem uma certa substância que é cancerígena e quando aquecida ela se desenvolvi ainda mais, mas é liberada do alimento atravéz do vaporzinho que os mesmos liberam quando estão esfriando.

Comer bolo ou pão ainda quente? hhheeee!!!, mas isso eu só fiz uma vez em minha vida ; )

Abraços

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Pão integral

Esse quem fez foi o senhor guloso!
Um pão que não precisa sovar!!

Um pão de preguiçoso (diz o senhor guloso!) ou de quem no momento tá tendo muito o que fazer (digo eu).

A receita desse pão tem base numa receita de amigos que sempre fazem pão em casa. Eles tem até um moinho elétrico para moer os grãos que eles compram. Quer ter mais certeza de que a farinha é integral mesmo?!

A receita do pão, que originou essa receita, é com farinha branca. Nós (eu e o senhor guloso!), depois de alguns testes, fazemos com 50 / 50. Metade farinha branca e a outra farinha integral.

Também usamos fermento para pão congelado. Compro uma barra de 500g reparto sem muita técnica, coloco em uma vasilha plástica (que fecha bem!) e levo para congelar. Depois de uma hora e meia retomo a vasilha do freezer dou uma boa *sacudida e retorno-a ao freezer. Lá fica até acabar. 

*Sacudida : isso separa os pedaçinhos de fermento um do outro e eles não voltam a grudar. Na hora em que preciso usar eles soltam facilmente. Pode congelar por dois meses.

Desculpem as fotos um pouco pelumbras, mas o pão só ficou pronto pela noite e a luz não tava nada boa!!!

Pão integral
Rende um pão pequeno de aprox. 630g

400g de mistura de farinhas + 50g para os retoques finais antes do assamento (225g farinha branca + 225g farinha integral)
200ml de água morna + 50ml para dissolver o fermento, junte uma pitada de açúcar, isso ajuda na fermentação.
30g de fermento congelado ou 20g do fresco
2 col. chá de sal

Coloque a farinha em uma tigela (eu uso normalmente para pães, uma de plástico). Misture o sal. Faça um buraco no meio da farinha, adicione a água morna e o fermento dissolvido (com água e tudo). 

Misture com um garfo até virar uma massa (se for preciso use mais um pouco de água). Precisa de um pouquinho de força, mas durante uns trinta segundos. Tempo que provavelmente você precisará para unir tudo.

Cubra a tigela com um filme plástico (ou folha de PVC) e deixe descansar durante umas duas horas e meia à três horas.

Massa descansada. Pré aqueça o forno à 200°C. Povilhe um pouco de mistura de farinhas por cima da massa descansada, retire-a toda da tigela com cuidado e com o auxílio de uma espátula meia lua (para padeiro). Essa espátula ajuda muito no momento de retirar a massa num bolo só.


Coloque a massa por cima da assadeira onde o pão será assado (está tem que estar povilhada generosamente com a mistura de farinhas) e leve ao forno. Asse durante 10 min. à 200°C e depois abaixe a temperatura do forno para 180°C e deixe terminar de assar, 35 minutos. O senhor guloso assa assim: forno não pré 280°C (ligou e colocou!) 10 minutos, depois mais 10 minutos à 240°C e por fim mais 10 minutos à 200°C, Só que ele nem sempre faz igual e o pão dele sempre sai diferente um do outro e sempre tem uma casca generosa também!

Para obter uma casquinha bem crocante coloque no forno, junto com o pão, uma assadeira pequeninha com água (uns 150ml) e deixe durante 25 min. "assando" (o senhor guloso não faz isso!). Depois é só retirar a água (se ainda tiver), fechar o forno e deixar o pão terminar de assar.



Agora, retire o excesso de farinha da superfície do pão, recorte ainda quente, passe sua manteguinha e una isso tudo a uma xícara de chocolate quente (digo eu) ou uma xícara de café (diz o senhor guloso, meu marido ;)

Bom appetit!

Assim fica (as vezes!) quando o senhor guloso faz e assa o pão!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Coquetel de frutas?


Olá a todos!

Tive a idéia de mudar o slogan do blog e criar um cabeçalho novo, interiramente brasileiro e popular internacional.

Fui até a vendinha de frutas e legumes do bairro escolher algumas frutas para fotografar e bolar a minha "criação". O problema é que no final da seção fotográfica eu tinha um monte de frutas "já abertas" e de quebra, tava com sede.

Não existe receita para coquetel de frutas, sem álcool. Vai da preferência de cada um. Já com, não sei, não bebo.

A goiaba poderia está mais vermelhinha, o melancia também. As fotos!? acho..., é..., vai né!

Vamos então à minha receita de hoje. Claro, pois amanhã, talvez coloque abacate no meio (bem que o rapaz da vendinha me falou para comprar abacate também!!!)

Abraços








Vendinha de frutas: Mercearia doces frutas (71) 3341-5360

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Bolinho quente de coco



Digo e repito, adoro sobremesas. Um caso que minha mãe sempre conta (e que me lembro perfeitamente) é que quando (das poucas vezes que) íamos a churrascaria, eu comia bem pouca carne e acompanhamentos, para guardar a barriga para a sobremesa.

E era mesmo. Lembro que na época, a sobremesa era incluída no preço do rodízio e eu me acabava na gelatina de abacaxi com creme de leite. Hahahahahahahaha!!!!!!!!!

Petit gâteaux de coco é mais “curto” de se pronunciar, mas muito menos brasileiro!

Vocês já viram tudo, pois! Sobremesa quentinha com sorvete, é meu paraíso. Bom! Chega de delirar.



Eu conheço e já executei várias receitas do bolinho pequeno na variação de chocolate, que é simplesmente versátil.

Para essa receita me inspirei no livro As doceiras (na capa o bolinho!) de Carla Pernambuco e Carolina Brandão. Lá tem um capítulo que é só de Petit gâteaux. Tem de vários sabores e os ingredientes principais são altenticamente brasileiros. Sou simplesmente fã desse livro!!! Tanto, que a versão dessa receita saiu dele!

Leiam as considerações antes de executar a receita.

Vamos ao que interessa?

Bolinho quente de coco
Rende 6 porções de aprox. 105g

360g de doce de coco cremoso (queimado)
100g de manteiga sem sal + quanto baste para untar
2 ovos  (108g)
3 gemas (56g)
80 g açúcar refinado
60g de farinha de trigo + quanto baste para enfarinhar

Derreta a manteiga junto com o doce de coco e reserve. Misture o açúcar aos ovos e misture (sem bater) até o açúcar dissolver um pouco.

Doce de coco cremoso (queimado)

À mistura do doce com a menteiga você adiciona à do açúcar com ovos. Misture bem durante mais ou menos um minuto. 

Agora peinere a farinha já adicionando à massa ou seja, peinere em cima da tigela com a massa. Misture somente até agregar! 

Agora porcione a massa em forminhas apropriadas e individuais, para evitar desastres na hora de retirar cada bolinho de sua forminha.

Asse em forno préaquecido à 230°C por 12 min.

Sirva com sorvete de sua preferência. Eu servi com sorvete de chocolate e creme.

Algumas considerações:

Use somente ovos de procedência confiável.

Unte e enfarinhe as forminhas generosamente, mas sem exageros.

Você pode fazer a receita (deixar na geladeira) e só assar no dia seguinte se quiser. Na geladeira a massa se conservará muito bem. Também não precisa porcionar antes, se quiser pode deixar para fazé-lo alguns minutos antes de assar. Só não deixe as forminhas fora da geladeira depois que porcionar, pois assim a massa vai “suar” nas mesmas e sua untação e enfarinhaçâo vai por água abaixo.

Importante: saiu da geladeira, direto para o forno.

Se você conhece seu forno, ótimo. Os bolinhos poderão ser assados de acordo com o tempo dado na receita. Caso você não o conheça direito, asse um antes e veja em quantos minutos o bolinho estará mole depois de 0,5cm da beirada  e firme nas beiradas. 


Comece com oito minutos e veja se está bom (não é preciso retirar a forminha totalmente  do forno). Se não estiver, deixe continuar assando. Repita a ação até que o bolinho esteja nas descrições dadas à cima. 

O tempo de assamento pode muito bem chegar até 14 min. ou mais, dependendo do forno. Mas fique de olhos abertos. Um despertador para marcar o tempo, ajuda que é uma beleza!

Não coloque as forminhas muito junta uma da outra, pois isso dificultará a circulação do ar quente do forno entre as mesmas. Lembre-se que os bolinhos deveram está assados nas laterais.

Se a massa pegar nas laterais da forminha passe uma faquinha lisa (com jeitinho) para “desgrudar” e depois vire com cuidado no prato que o bolinho irá ser servido.

Bom! É isso aí, vou comer + um-zinho agora. Que maldosa!
Mil abraços



Nota informativa!!!


Olá a todos!

Essa nota é sobre o Salão do Chocolate que irá acontecer no Brasil, mas provavelmente em 2012. O nosso querido Diego Lozano esclareceu a questão muito gentilmente. Obrigada!!!

O pessoal do AMMA Chocolate ainda não retornou os e-mails que enviei e o pessoal da revista prazeres da mesa respondeu dizendo que eles escreveram que o evento ganhará uma edição itinerante do que acontece em Paris e que na época que eles publicaram a reportagem, o Diego Badaró disse que a previsão do evento por aqui seria em 2011. Mas eles acham que por ter cido um projeto novo, a organização do evento alterou a sua realização.

Agradeço pela resposta. 

Continuarei de olho no futuro evento para informa-lhes data e local.

Aqui está a parte da matéria que fala sobre o assunto. Como é muito grande, deixo aqui somente a parte que trata do Salão do chocolate. Essa matéria é muito boa, vale a pena lê-la na integra.


Revista prazeres da mesa, edição 86, Especial chocolate.

Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...