domingo, 31 de julho de 2011

Filé de merluza com camarão e batatas tostadas



Olá!

Quero deixar aqui um forte abraço com muito carinho e conforto para Sandra e sua família.

Hoje recebemos amigos (visita rápida!) que chegaram ontém de Rio de contas (região da chapada diamantina) e trouxeram para nós uma cestinha bem básica-mente de produtos regionais, naturais, frescos e deliciosos. Até flores secas recebemos :) muito lindas! Obrigada gente!!!

Isso que vos posto hoje foi o nosso almoço. Que também ficou uma delícia de leve e fresco. Detalhe! No meio do ramo da salada que recebemos veio um raminho de alecrim fresco, que na mesma hora piquei um pouco e joguei por cima do molho ;)


Filé de merluza com camarão e batatas tostadas
Rende quatro porções

Molho e peixe com camarão

4 col. sopa de azeite de oliva
1 cebola pequena
picada
2 dentes de alho pequenos
picados
100ml de vinho branco

1/2 potinho de caldo de legumes do Alex Atala :)
400ml de água mineral ou filtrada
100ml de leite de coco
2 col chá de amido de milho
, opicional
2 col. sopa de sumo de limão
100g de creme de leite uht
Coentro picado, alecrim fresco picado e sal á gosto
4 filés de merluza
200g de camarões limpos

Fogo médio. Refogue no azeite a cebola e depois o alho. Quando subir o cheirinho do alho, junte o vinho e deixe cozinhando até que o mesmo quase evapore por completo. Junte o caldo de legumes e deixe dissolver. Acrescente a água deixe reduzir um pouco.

Fogo baixo. Coloque o leite de coco, mexa. Dissolva o amido com um pouqinho de água e acrescente ao molho mexendo sem parar, para não empelotar. Agora em fogo bem baixo deixe uns 30 minutos cozinhando. Mexa sempre!

Passado esse tempo, acrescente o sumo de limão e mexa. Agora acrescente o creme de leite e o alecrim e mexa. Assim que subir uma pequena fervura, acomode os filés de peixe no fundo da panela e deixe cozinhando uns cinco minutos. Acerte o sal e se preciso coloque um pouco mais de sumo de limão.

Agora acrescente o camarão e o coentro e deixe cozinhando uns 3 minutos. Desligue o fogo e deixe tampado até a hora de servir. Eu precisei dar uma esquentadinha antes de comermos!

Note que nem o peixe e o camarão precisaram ser temperados. O molho dará bastante sabor aos dois, é só deixar tudo em repuso uma meia hora.

Batatas tostadas

1 ½ kg de batatinha, daquelas menores!
Sal grosso, azeite de oliva e alecrim seco à gosto

Lave e limpe as batatas, não descasque! Corte cada batata em quatro e disponha sobre uma assadeira. Jogue o sal, o azeite e o alecrim, dê uma boa misturada. Cubra a assadeira com papel alumínio ou manteiga e deixe cozinhando no forno (que não foi pré aquecido) à 180°C por 50 minutos. Retire o papel, aumente a temperatura do forno para 230°C e deixe até que as batatas tostem. Eu usei o Grill e não demorou tanto!

Pronto, agora é só servir!

Um abraço


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Verrine de caldo de feijoada



Olá!

Quando eu tinha uns oito anos de idade, estudei um ano em uma escola pertinho de minha casa. Para vocês terem idéia, entre minha casa e a escola só tinha que andar a distância de quatro casas.

Uma das casas que ficava no caminho da escola, era um armarinho. Na vitrine da direita, sempre tinham vários brinquedos e coisas que criança gosta. Entre eles tinha um joguinho de panelinhas de plástico que eu namorava todos os dias antes de entrar e sair da escola.

Um dia pedi a minha mãe que comprasse para mim e ela disse, não! Criança como eu era, fiquei triste, é claro :)

Entre um acontecimento e outro fiquei com catapora e não pude ir a escola por uma semana e meia. E aí, logo depois de mim, meus irmãos pegaram catapora também e lá se foram mais dias sem ir a escola. Acabei meio que esquecendo do conjunto de panelinhas, meio!

Ficamos todos sãos. Nesse período, já dava para apontar meu aniversário no calendário. Dias depois ele chegou :o Adivinha o que minha mãe tinha comprado para mim de presente? Nossa como fiquei feliz, brincava todos os dias com meu conjunto lindo de panelinhas plásticas.

Acho que é por isso que gosto tanto das verrines, elas me remetem sempre a 
esse conjunto de panelinhas :)


Verrine de caldo de feijoada
Rende 4 porções pequenas como sopa, 12 xícrinhas e 8 potinhos como verrine  

2 col. sopa de azeite de oliva
1 cebola média cortada em cubos de 1cm (130g)
1 dente de alho grande
½ tomate com tudo, tirei de um tomate grande
350g de feijoada sem as carnes
350ml de água
1 col. sopa de caldo de carne líquido, (1/2  tablete)
Coentro, salsinha e sumo de limão à gosto
Pedaços de carne e calabresa (da feijoada) para guarnecer

Aqueça uma panela de metal :) funda e jogue o azeite. Doure a cebola bem douradinha. Junte o alho e deixe até subir o cheirinho dele. Acrescente o tomate e refogue. Agora acrescente a feijoada, mexa. Coloque a água, o caldo de carne e deixe cozinhar por 10 minutos. Conte o tempo assim que começar a ferver.

Passado os 10 min., coloque as ervas e sumo de limão (não exagere!), mexa e triture no liquidificador ou mixer manual. Eu coloquei no fundo de cada recipiente um pouco das carnes e calabresa da feijoada, bem cortadinho, para guarnecer.


Sirva quente e se quiser deixe pedaços de limão pré cortados para quem quiser um toque a mais de azedinho. aaaaaaahhhhhhhhhhh e a pimenta :)

Um agradecimento especial a Dona Denise, mãe de minha amiga Juliana, que fez a feijoada que foi servida no chá de bêbê do futuro netinho. Graças as tias da Ju, pude trazer um pouco para casa.

Abraços


sábado, 23 de julho de 2011

Verrine de limão



Olá!

Há quatro anos, um grande amigo meu, o Charles Andre, me disse que Verrine é uma palavra francesa que andava esquecida no vocabulário cotidiano. Ainda bem que não mais... Verrine vem de verre, que significa recipiente em vidro (significado encontrado no Wiki). 

Já houve aqui no Brasil uma febre das Verrines. Na França também! Nos Buffets principalmente. Uniu-se a idéia de ter um doce ou salgado em miniatura, vestidos por um copinho de vidro, servido à mesa.

Eu adoro Verrines. Fazer e comer. Acho algo simples e extremamente elegante. Além de vir na conta certa. Assim a pessoa come alguns copinhos e nem se deu conta de quantos foram :)

As possibilidades de combinação são quase que infinitas. Hoje proponho uma delas.

 
Verrine de limão
Rende 8 unidades

80g de chocolate branco
40g +50g de creme de leite da caixinha
170g de iogurte natural, eu usei integral
40ml de sumo de limão
1 fatia de bolo (generosa) de sua preferência
20ml de sumo de limão
10ml de água
1 col. chá cheia de açúcar
Tiras de limão para decorar

Coloque num bowl de vidro, que possa ir ao microondas ou banho maria, o chocolate junto com 40g de creme de leite. No microondas (pot. max.) 20 segundos e no banho maria, tempo suficiente para derreter a metade do chocolate. O calor do bowl derreterá o restante! Deixe esfriar. 

Quando estiver frio junte o sumo de limão e misture bem. Depois acrescente o iogurte e 50g de creme de leite e misture bem de novo. Reserve na geladeira.

Esmigalhe a fatia de bolo (bem esmigalhadazinha). Com a ajuda de uma colher de sobremesa preencha o fundo de 8 copinhos de vidro. Reserve.

Misture 20ml de sumo de limão, a água e o açúcar até o mesmo dissolver. Agore umideça o bolo esmigalhado de cada copinho. Complete o conteúdo do copinho com o creme de limão.

Decore com tiras de limão fresco, raspas de chocolate branco e eventuais sobras de bolo esmig... 

Sirva gelado!

Um abraço

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Projeto HANAMI e galeria Flickr!


Olá gente!

Hoje estou muito feliz, pois o projeto HANAMI - o florescer da vida será financiado. Eu apoiei e contribui e agora muitas pessoas desse Brasil irão receber informação com sentimento e qualidade sobre o parto domiciliar planejado. Parabéns Priscila, parabéns Carol, vocês merecem muito mais. Um forte abraço. 

Então! Peço desculpas aos que recebem as postagens por e-mail, a Adriana e a duda. Pois é, essa semana fiz uma pequena confusão com o post da mousse de chocolate improvisado.

O motivo. Comecei a mudar o Layout do blog e e e me inscrevi no flickr e fiz uma galeria com todas as fotos do blog desde o início dele, uuhhuuu!!! Detectei um erro de marcadores, fui resolver e acabei apagando o post tadinho :( 

Vocês podem também clicar em alguma foto da apresentação de slides aqui em cima à direita e logo estarão lá na galeria!

Que bom que tudo já foi resolvido. O que ajudou muito foi ler freqüentemente o blog Um pouco de mim da Elaine Gaspareto. Em específico o post como fazer backup do template e dos posts e comentários do blog Também leio muito o site/blog do Celso, o Criar sites.

Aproveitem para curtir um pouco a galeria flickr do gourmet e gourmand, pois a próxima delícia não demorará de aparecer por aqui.

Um abraço

sábado, 16 de julho de 2011

Mousse de chocolate improvisado


Olá!

Essa semana tive que fazer alguns testes de torta e sobremesa . Que 
coisa difícil : s  :)

Como sempre restaram sobras e desta vez o que mais sobrou foram claras de ovo. Sim! 14 ao todo (na verdade eram 12, mas resolvi fazer um pouco de creme inglês para refinar a minha futura receita e aí ficaram 14).

Ontém antes de dormir fiquei pensando o que fazer com as maravilhosas. Só eu mesmo, que antes de dormir fica pensando nisso.

Uni ao pensamento o chocolate meio amargo, o creme de leite e a gelatina. Acendeu uma luz-zinha :)

Mousse de chocolate improvisado
Como foi improvisado não sei com precisão quanto rendeu em quilos, pois é! Com certeza mais que 2 kg

14 claras
510g açúcar cristal (eu sei, eu sei, é muito né?)
400g de chocolate meio amargo
500g creme de leite uht da caixinha
12g de gelatina em pó sem cor e sem sabor
Aprox. 100g creme inglês

Prepare um banho maria. Mais infos aqui! Em um bowl coloque o açúcar e as claras, mexa até que os dois ingredientes se misturem. Leve a mistura para o banho maria e deixe “cozinhado” até que alcance 55° a 60°C. Use um batedor de arame, o chamado Fouet! 

Para obter maior precisão na medição da temperatura você irá precisar de um termômetro espeto ou faça da outra maneira. Deixe cozinhando até que a temperatura da mistura alcance um nível em que qualquer ser humano possa deixar o dedo dentro (da mistura quente) sem se queimar.

Jogue a mistura quente em uma batedeira (eu usei uma planetária, mas com certeza dá com a manual também) e deixe virar uma massa para suspiro. Também tem que está morna, quase fria (aqui durou uns 20, 25 minutos)! A noção para chegar a essa massa retirei do larousse das sobremesas (merengue suíço), mas é uma receita improvisada!!!

Deu até para fazer um cisne branco:)
Enquanto isso... Hidrate a gelatina. Faça o creme inglês (metade da receita), aqui! Assim que retirar o creme do banho maria adicione a gelatina e misture para dissolver. Reserve.

Corte o chocolate em pedaços bem pequenos (não precisa picar), coloque em um bowl fundo e grande. Aqueça o creme de leite. Adicione ao chocolate o creme inglês e logo em seguida o creme de leite quente. Misture até dissolver o chocolate e deixe esfriar. Eu usei o ventilador para que esfriasse logo, pois nesse meio tempo “o suspiro” já tava quase no ponto.

Mistura de chocolate e massa para suspiro já frios, agora é só misturar os dois. Eu fui colocando colheradas generosas de massa para suspiro e fui mexendo com cuidado para não perder o ar da mesma. Nesta etapa você pode decidir quanto de massa para suspiro você acrescentaria. É só ir provando!


Coloque a mousse em taças deixe resfriar por duas horas e decore com creme de chocolate ou calda para sorvete sabor chocolate, raspas de chocolate e o que vem aqui em baixo!

Infelizmente ou felizmente não precisei usar toda a massa para suspiro na mousse. Com o que sobrou resolvi arriscar uns suspiros caramelados. Com o auxílio de duas colheres de sopa fiz quenelles com a massa e coloquei em cima de uma assadeira forrada com um papel antiaderente (faça com o papel manteiga ou use uma assadeira antiaderente, caso não tenha o tal do papel). 

Com uma colher de chá dei uma alisanda para que ficassem mais planos. Assei com o forno entreaberto (não pré aquecido) por 1h e forno fechado por 10 minutos à 180°C. Se quiser pode já desligar o forno e retirar os suspiros depois de 1h. Eles ficarão levemente corados em baixo e branco em cima. Coloque-os em cima de uma grade para esfriar. Depois de frio conservei na geladeira e depois usei para decorar a mousse. Eles ficaram um pouco grudentos depois que tirei da geladeira :(


Fiz duas porções blog gourmet e gourmand e uma porção grande família :) Será que o Lineu, a Nene, o Tuco, o Augustinho e a Bebel vem aqui amanhã? :-)

Um abraço e mais fotos...

 
 
Desculpem a foto escura, mas é que eu queria mostrar como ficou a consistência da
mousse antes que virasse sorvete ;)

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Biscoito Mailänderli com creme de limão e quase que tudo deu errado!


Olá :-s

Foi assim:


    Fiz a massa e coloquei bonitinha no freezer para endurecer e eu poder abrir;
  Depois abri a mesma e coloquei de novo no freezer;
  Nesse meio tempo liguei o forno;
  Retirei do freezer para começar a cortar e rapidissimamente ela voltou a ficar mole;
  Tentei mais uma vez o mesmo processo e não deu certo;
  Perdi a paciência e fiz de outro jeito;

Assim começou!!!
Pois é! Tem coisas que às vezes não andam como planejamos (mas para isso e nesse caso, nada como um bom improviso! ), como foi o caso do Mailänderli, hoje. É tradição em alguns países da Europa, no natal, fazer Mailänderli

Uma massa a base de manteiga, só poderia dar nisso, né. E eu que achei que daria certo, pois em Salvador não tá tão quente assim. Mas então...

Certa vez, havia comprado uma pistola para biscoitos e nunca usei. Tinha até achado que: ...mais uma coisa que não vou usar :-s Mas hoje eu usei e deu muito certo :-)


Como a massa era mole, achei que essa seria a melhor solução para meu problema. Enchi o tubo e comecei a “atirar” :)

Biscoito Mailänderli com creme de limão
Rendeu 54 unidades

125g manteiga sem sal
112g açúcar refinado
1 pitada de sal
1 ovo + 1 gema e 1 col. sopa de clara
Raspas de ½ limão
250g de farinha de trigo
1 gema
para pincelar (opicional)

Em um bowl coloque a manteiga e bata até amacia-la (1 minuto). Adicione o açúcar, o sal o ovo e gema c/ clara e bata até que fique esbranquiçado.

Junta as raspas do limão e bata só até misturar. Coloque a farinha de uma vez só e mexa até virar uma massa (ficará bem pastoso!)

Coloque durante uns dez minutos no freezer antes de usar.

Preencha o tubo da pistola e comece a formar os biscoitos. Pegue um pouquinho de massa com os dedos e disponha sobre a assadeira. Faça uma base redonda (não precisa ser perfeito!) Posicione a pistola no meio da massinha e “atire”. Puxe e repita o processo até a massa acabar. 

Assim continuou!
Se você não tem a pistola, use um saco de confeitar com um bico estrelado (ou de sua preferência) e contorne a massinha aberta na assadeira. Leve a geladeira para endurecer e antes de assar pincele gema de ovo diluída em 1 col. sopa rasa de leite.

meu bico estrelado
Asse os biscoitos em forno pré à 200°c por 16 minutos, se quiser escurinho em baixo e corado por cima.

Creme de limão
Rendeu aprox. 210g

100g de chocolate branco
90g de creme de leite
da caixinha
Raspas de ½ limão
40ml de sumo de limão
3 g gelatina em pó

Pique o chocolate e coloque em um bowl. Esquente o creme de leite e adicione ao chocolate picado. Misture até derreter todo o chocolate. Deixe esfriar totalmente.

Junte as raspas de limão, o sumo e a gelatina hidratada e dissolvida. Reserve na geladeira e de vez em quando mexa para formar um creme.

Preencha o centro dos biscoitos com um saco de confeitar munido de algum bico de sua preferência (ou colherinhas mesmo) e cheio de creme de limão. Como eu só coloquei um botãozinho no meio, me restaram duas colheres de sopa do creme (que logo logo serão devoradas : D) Raspe chocolate branco por cima se quiser.

Se não for come-los logo, acondicione os biscoitos em latas apropriadas ou uma vasilha plástica que feche bem e só coloque o creme antes de devora-los!!


Desculpem pelas fotos escuras. Já era noite quando terminei a história.

Um abraço
Assim...

...terminou :)

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Ravioli de tomate seco e frango



Olá :)

Faz uma semana que conheci um blog muito legal, o Mastigando em Salvador. O mais legal de tudo é que os fundadores moram em Salvador-Ba. O blog fala ou retrata todas as “aventuras" gastronômicas de sua dupla fundadora. Eles saem para comer e depois contam para nós como foi, o que beberam, sobre o atendimento... Até o final do mês, acontece uma promoção chamada resenha premiada, vale a pena participar! Um abração para Caterine e Gustavo :)

Bom! Não adiantou começar esse post falando sobre outro assunto, pois o assunto é tomate seco mesmo. Não se preocupem, tomate seco agora só daqui a... meses.

O bom nessa história ravitomase toda é que pude mais uma vez fazer pasta. Adoro fazer pasta!
 
Ravioli de tomate seco e frango
Renderam 60 unidades

Massa

200g farinha de trigo
7 gemas (rendeu 133g)
2 col. sopa de água, mas só se haver necessidade!

Confira o preparo da massa aqui!

Recheio
rende 315g

300g de peito de frango cortadinho
1 dente de alho pequeninho picadinho
1 col. sopa de cebola picada
1col. de café de tempero pronto do seu gosto
90g de tomate seco
95g de Cream cheese

Tempere o frango com o tempero pronto. Esquente uma frigideira, coloque um fio de óleo ou azeite de oliva e refogue o frango. Quando estiver quase cozido junte a cebola e depois o alho. Espere um pouco e desligue o fogo. Deixe esfriar por completo antes de usar.

Detalhe, o frango depois de refogadinho rendeu 232g e eu só precisei usar mesmo 130 g. O restante comemos como tira gosto até o almoço ficar pronto ;)  

Frango frio. Passe-o junto com o tomate seco e o cream cheese em um processador para ficar bem passadinho, vira uma pasta mesmo. Não utilize mais liquido algum. Geralmente os recheios para raviolis precisam ser “secos” para não molhar a massa.

Coloque o recheio em um saco de confeitar e reserve. O saco de confeitar ajuda que é uma beleza na hora de porcionar o recheio. Se não tiver o saco, use duas colherinhas.

Ravioli

1 ovo batido + 1 col. sopa de água (mas você não usará tudo)
Manteiga com ou sem sal para refogar, à gosto
Um punhado de salsinha grosseiramente picada
Água quente com sal para cozinha os raviolis, quando estiver formando bolhinhas no fundo da panela, a água estará no ponto para o uso.

Abra a massa bem fininha, fininha. Eu abri com a minha maquininha maneira e com ela pude fazer uma "esteira" de massa, que depois de cortar viraram duas. Com uma parte ou uma esteira da massa, marque ou de olho ou com o cortador de raviolis mesmo, o lugar onde você cortará o ravioli. Bem no meio desse lugar coloque o recheio. Tome cuidado para não colocar muito, se não o bicho não fecha.

Passe ovo batido com a ajuda de um pincel nas beiradas, coloque a outra parte da massa por cima, pressione levemente cada unidade, do meio para fora e logo em seguida corte-os. É importante pressionar para retirar todo o ar de dentro dos raviolis. Se não, quando você for cozinha-los, eles explodem.

  
Se você for bem ágil, forme todos os raviolis primeiro para depois cozinhar. Se não, faça em duas etapas que nem eu :) Assim que cada ravioli estiver pronto, reserve em cima de uma tábua ou prato polvilhado com farinha de trigo até à hora de cozinhar. 

Coloque uma frigideira para aquecer. Ponha a manteiga para derreter (fogo médio!!!). Enquanto isso cozinhe os raviolis. Quando estiverem boiando na superfície, estão prontos. 

Retire-os da água com a ajuda de uma escumadeira e despeje diretamente sobre a manteiga borbulhante. Junte a salsinha, dê uma mexidinha e pronto (é jogo rápido mesmo!)

Sirva em um prato fundo e polvilhe queijo parmesão ralado na hora. Se preferir, deixe o queijo de lado. Também fica bom!


Observações: eu abri a massa em dois níveis de finura. Como tenho uma maquininha (de novo!!!), posso dizer que abri uma parte no nível 7 (foto do início) e a outra no 8 (foto aqui de cima). A diferença é somente que a do 7 ficou mais fininha e por sua vez mais frágil.

Espero que tenham gostado dos raviolis, mesmo que tenham sido de tomate seco :)

Abraços

Olhem só como ficou por dentro!

domingo, 3 de julho de 2011

Cupcake de chocolate com pêssego

Ficaram lindos e deliciosos ;) desculpa a modéstia :)

Olá minha gente!

Antes de fazer outra receita com tomate seco fiz um doce :) né!

Essa idéia surgiu naturalmente! Tinha aqui uma última lata de pêssegos em caldas e uma barra de chocolate meio amargo da Nestlé que comprei; estava esbranquiçada; pedi a troca do produto diretamente na Nestlé; eles me trouxeram uma nova barra e eu queria testá-la. Vale a pena dizer que o problema do esbranquiçado não foi culpa do fabricante!

As receitas para o bolo e a Ganache vocês encontram aqui e aqui! Claro que são do blog da Sam, o Fofurices, que como vocês já sabem, sou fã :)

Mas escrevi para vocês aqui também, pois usei o pêssego em caldas (285g) dentro do bolinho e da "voltinha" e também por conta de algumas modificações-zinhas. Confiram:


Cupcake de chocolate com pêssego
Rende exatamente 12 unidades generosas

Bolo

90g (1 xíc.) cacau em pó (usei à 50%)
180ml (3/4 de xíc.) de água mineral (sem gás) quente
140g (1 xíc.) de farinha de trigo, peneirada
200g (1 xíc.) de açúcar
1 pitada de sal
100g de manteiga sem sal
2 ovos
1 col. sopa de essência de baunilha
2 col. chá de fermento para bolo
12 pedaços de pêssego em calda de uns 10 à 15g cada

Fazer Mise en place (preparação) em minha opinião e experiência é sempre muito bom. Retirar tudo que for de geladeira com antecedência, pesar os ingredientes, medir os líquidos, separar e cortar os pedaços de pêssego...

Ligue o forno a 180°C e deixe aquecendo. Distribua as forminhas forneáveis na forma para cupcake. Não subestime esse trabalho, pois leva seu tempinho. É preciso retirar as forminhas com cuidado para não deformá-las.

1. Dissolva o cacau com a água quente, reserve.
2. Bata a manteiga com o açúcar até ficar esbranquiçado e fofinho.
3. Junte ovo por ovo e bata a cada adição.
4. Agora junte a essência de baunilha, o sal e o cacau dissolvido. Bata bem.
5. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente a farinha aos poucos.
6. Por último acrescente o fermento e bata rapidamente para logo se misturar à massa.
7. Sem demora distribua um pouco da massa nas forminhas, coloque um pedaço de pêssego, dê uma leve pressionada e termine de encher as forminhas com o restante da massa.
8. Leve para assar por 25 minutos.
9. Assim que os bolinhos estiverem assados, retire do forno, coloque em cima de uma grade, deixei esfriando por 5 minutos e depois retire os fofinhos dos bolinhos da forma e coloque diretamente na grade para terminarem de esfriar. Só use os bolinhos quando estiverem totalmente frios.


Ganache
Rende 650g

400g de chocolate meio amargo
250g de creme de leite da caixinha

Corte (bem cortadinho) o chocolate e coloque em um bowl ou recipiente de vidro que possa ir ao microondas. Derreta o chocolate com cuidado em potência média-baixa. 

Esquente (não ferva) o creme de leite e adicione ao chocolate. Misture com cuidado e paciência. Use uma espátula de silicone ao invés de um Fouet, explicações aqui! Deixe esfriar totalmente antes de usar.

Cupcake

12 bolinhos de chocolate com pêssego
650g de Ganache
12 pedaçinhos de pêssego*, dessa vez um pouco menores que os para o bolinho
O suficiente em pedaçinhos bem pequenos de pêssego para decorar
Raspas de chocolate meio amargo à gosto

Mexa a Ganache para torná-la maleável. Se estiver muito dura coloque de 5 a 10 segundos no microondas (pot. Max.) e volte a mexer . Se ainda assim estiver dura, repita o processo até que tenha uma consistência para modelar. Coloque em um saco de confeitar com bico estrelado ou de sua preferência.

Disponha no centro de cada bolinho um pedaçinho de pêssego*. Comece a voltinha por fora do pedaçinho de pêssego e vá (com movimentos circulares) até o meio e seguindo assim até o topo. 

Decore com os pedaçinhos minúsculos de pêssego e raspas de chocolate ou somente com raspas de chocolate e sirva.


Os cupcakes ficarão bem conservados na geladeira por um dia se forem bem acondicionados em uma vasilha plástica que feche direitinho.

Um abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...